segunda-feira, junho 25, 2018
Home > Notícias do Sindicato > Bancários paralisaram agências do Itaú, Bradesco e HSBC em João Pessoa

Bancários paralisaram agências do Itaú, Bradesco e HSBC em João Pessoa

180413 hsbc IMG 1222

180413 hsbc IMG 1222

Ato integra Dia Nacional de Mobilização da CUT – Nesta quinta-feira (18) os bancários paralisaram as agências do Itaú (Duque de Caxias), HSBC (Epitácio Pessoa) e Bradesco (Cruz das Armas), em João Pessoa, em protesto por questões trabalhistas, falta de segurança e condições de trabalho. As atividades integram o Dia Nacional de Mobilização da Central Única dos Trabalhadores (CUT). O atendimento ao público na agência do Itaú foi liberado ao meio dia e prossegue a paralisação nas agências do Bradesco e HSBC até o final do dia.

HSBC – Ag. Epitácio Pessoa

Na Agência Epitácio Pessoa, do HSBC, o secretário geral do Sindicato dos Bancários da Paraíba (SEEB-PB) e funcionário do banco inglês, Marcelo Alves, chamou a atenção da sociedade para a indignação dos bancários através de protestos e paralisações em todo o país. “Na ânsia de aumentar seus lucros a qualquer preço, a direção do HSBC demite e não contrata mais bancários para preencher as vagas existentes, inclusive com os que se afastam para gozar férias e para tratamento de saúde. Essa situação anômala gera estresse e adoecimento provocados pela pressão, assédio moral, sobrecarga e acúmulo de funções. Em vez de contratar mais bancários aqui na praça, o banco tem remanejado funcionários, inclusive de Maceió-AL e Natal-RN, para atuarem aqui e essa aberração tem que acabar. Exigimos respeito aos clientes, bancários e usuários”, desabafou.

180413 bradesco IMG 1213

Bradesco – Ag. Cruz das Armas

Rogério Lucena, secretário de imprensa do SEEB-PB e funcionário do Bradesco, esclareceu para os clientes e usuários daquela agência que o motivo principal da paralisação é a falta de investimento em segurança por parte do banco, que expõe os clientes ao perigo e leva os bancários ao estresse extremo e ao adoecimento. “Até esse momento já ocorreram 41 crimes contra bancos na Paraíba em 2013, sendo mais de um terço contra o Bradesco, principalmente as agências que não possuem portas giratórias com detectores de metais. Dentre outras modalidades criminosas, o banco foi alvo de quatro assaltos, justamente em agências sem portas de segurança, prova inconteste que a diretoria do Bradesco não tem o menor interesse em investir em segurança. Ou seja, o que interessa ao banco é apenas o lucro e não a vida, o bem estar de clientes, bancários, vigilantes e usuários”, argumentou.

 

 

 

 

180413 itau IMG 1227

Itaú – Ag. Duque de Caxias

O secretário de patrimônio do SEEB – PB e funcionário do Itaú, César Estrela, ressaltou que entre outros fatores, os protestos decorrem da pressão pelo cumprimento de metas, redução de unidades e as precárias condições de trabalho nas agências. “O aumento das metas no segmento PJ (Pessoa Jurídica), a perspectiva de redução das unidades à metade e a incerteza do destino dos excedentes está deixando os bancários apreensivos e estressados. Outro problema que está se tornando comum nas agências do Itaú é o descaso com a reparação das centrais de ar-condicionado, que estão sofrendo constantes panes, sem solução. O destaque fica por conta da agência 1449 Epitácio Pessoa, que já foi interditada duas vezes pelos bancários e o problema persiste, enquanto a direção do banco só está focada no aumento dos lucros. Vamos intensificar os protestos”, enfatizou.

O presidente do Sindicato dos Bancários da Paraíba (SEEB-PB), Marcos Henriques, declarou que “hoje nós expressamos o nosso o repúdio a esses bancos que exploram a sociedade, demitem e assediam seus trabalhadores enquanto os lucros são cada vez maiores. E decidimos protestar juntamente com toda a classe trabalhadora porque também empunhamos a bandeira pelo fim do fator previdenciário e da terceirização, pela redução da jornada de trabalho e mais investimentos em saúde, educação e segurança’, concluiu.