sexta-feira, Abril 20, 2018
Home > Campanha Nacional > Campanha Nacional 2012 > Bancários paralisam agência do Banco do Brasil no Aeroporto de Brasília

Bancários paralisam agência do Banco do Brasil no Aeroporto de Brasília

Crédito: Seeb Brasília
Seeb Brasília Protesto contra falta de condições de trabalho

Devido às várias irregularidades do local de trabalho, constatadas em vistoria no início da semana pelo Sindicato dos Bancários de Brasília, a agência do Banco do Brasil do aeroporto foi paralisada nesta quarta-feira (26), durante atividade que reuniu dirigentes do Sindicato e da Federação Centro-Norte (Fetec-CN/CUT).

Por causa da obra de ampliação do aeroporto, a agência foi transferida para outro andar provisoriamente – do térreo para o primeiro piso – e, por ser precário, o ambiente de trabalho se tornou ‘inviável’. O novo local não possui banheiros e, para beber água, os funcionários têm que usar o bebedouro coletivo.

Além disso, o espaço para trabalhar é tão pequeno que, para atender os usuários e clientes, os trabalhadores têm que fazer um revezamento no balcão. Grave também é a situação do tesoureiro: em uma sala de dois metros quadrados, não há circulação de ar senão pela porta que, se for mantida aberta, infringe as normas de segurança do trabalho. Não há porta giratória.

“É uma agência instalada em condição absolutamente precária. Um Banco do Brasil dentro de um aeroporto internacional não pode funcionar nessas condições. O Sindicato está preocupado com a saúde do trabalhador”, declarou Alexandre Stilben, diretor da Fetec-CUT/CN.

Wescly Queiroz, secretário de Assuntos Jurídicos do Sindicato, destaca que “a entidade continuará fiscalizando os postos de trabalho, lutando sempre por melhores condições de trabalho para os funcionários do ramo financeiro. Não abrimos mão de locais de trabalho dignos”.

Para tratar desse assunto e de outras demandas dos trabalhadores, o presidente do Sindicato, Eduardo Araújo, e o diretor da Fetec, Alexandre Stilben, participarão de reunião na Superintendência Regional do BB, na 214 Norte, às 16h.

Fonte: Contraf-CUT com Seeb Brasília