domingo, julho 22, 2018
Home > Notícias do Sindicato > Justiça de Campo Grande condena cliente a indenizar bancário por racismo

Justiça de Campo Grande condena cliente a indenizar bancário por racismo

 

 

A Justiça de Campo Grande condenou um advogado a pagar indenização de R$ 7 mil a um bancário que sofreu ofensa racista. Durante atendimento no ano passado em uma agência do HSBC, o cliente teria se desentendido com o funcionário e o chamou de “crioulinho”.

De acordo com o advogado da vítima, Oton Nasser, o cliente foi mal educado, gritou com o funcionário do banco, proferindo palavras de baixo calão ao mesmo. Não satisfeito chegou ao lado de outro trabalhador do local e disse que o atendente era “crioulinho”.

O juiz da 3ª Vara do Juizado Especial Central da Capital, Luiz Claudio Bonassini da Silva, qualificou o fato como racismo e determinou que o acusado pague para a vítima uma indenização por danos morais no valor de R$ 7 mil.

Nasser disse que o bancário pretende recorrer da decisão da Justiça, pois acredita que o valor é irrisório. Ele acredita que a indenização definida pelo juiz não vai amenizar o constrangimento que o bancário sofreu.

“Queremos que o autor cumpra uma pena educativa, serviços comunitários, entre outros. Só o dinheiro não vai ajudar a superar a ofensa que ele passou”, finalizou Nasser.


Fonte: Contraf-CUT com Campo Grande News