segunda-feira, Abril 23, 2018
Home > Notícias do Sindicato > Itaú garante em São Paulo que revistas de funcionários são proibidas

Itaú garante em São Paulo que revistas de funcionários são proibidas

Cobrada pelos bancários em reunião, a direção do Itaú garantiu que estão proibidas quaisquer revistas em funcionários ao final do expediente, seja em agências ou em departamentos. Em outras palavras, nenhum trabalhador pode ser tocado ou ter seus pertences pessoais remexidos.

“Se não tem cabimento tratar qualquer trabalhador como ladrão, pior ainda é fazer isso com os próprios funcionários. É uma falta de respeito com as pessoas, constrangidas logo depois de darem um duro danado por horas e horas a fio”, diz a diretora do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Valeska Pincovai, que esteve na reunião, na quinta 12.

Ela explica que o banco admitiu um erro na comunicação sobre os procedimentos de segurança, levando gestores a interpretar incorretamente a regra. O que é passível de revista são só grandes volumes, como caixas.

Uma nova comunicação está sendo providenciada e em breve será distribuída. Enquanto isso não ocorre, o reparo está sendo feito por telefone. “Após essa nova orientação, esperamos que o problema não volte a ocorrer. Caso permaneça, os bancários devem denunciar ao Sindicato”, completa Valeska.

Para denunciar, basta clicar aqui (escolha o setor “site”) ou ligar para 3188-5200. Também é possível procurar diretamente um dirigente sindical. O sigilo do denunciante é garantido.

Tesoureiro eletrônico

Na reunião, o Sindicato reivindicou a implantação do tesoureiro eletrônico, de forma a assegurar que nenhum bancário tenha contato com numerário do autoatendimento ou da tesouraria.

Fonte: Seeb São Paulo