segunda-feira, Abril 23, 2018
Home > Campanha Nacional > Campanha Nacional 2016 > Campanha Nacional dos Bancários 2016 vai injetar R$ 12 bilhões na economia

Campanha Nacional dos Bancários 2016 vai injetar R$ 12 bilhões na economia

 

 

alt

O acordo para a nova Convenção Coletiva de Trabalho dos bancários com a Fenaban será assinado na próxima quinta-feira – O índice de reajuste de 8% nos salários, mais abono de R$3.500, reajuste de 10% no vale refeição e no auxílio creche-babá e de 15% no vale alimentação conquistados pelos mais de 500 mil bancários de todos o Brasil vão representar uma injeção de R$ 12 bilhões na economia do país.

De acordo com a Relação Anual de Informações Sociais (RAIS 2015), o número de bancários no Brasil é de 504.345. Com isso, o reajuste de 8,0% nos salários da categoria bancária mais o abono de R$ 3.500,00 firmado na Campanha Nacional de 2016 representa um acréscimo anual de cerca de R$ 5,771 bilhões na economia.

Em âmbito nacional, só a PLR conquistada pela categoria bancária injetará por volta de R$ 5,470 bilhões na economia nos próximos 12 meses. Já na antecipação do pagamento a ser realizada 10 dias após a assinatura da Convenção Coletiva de Trabalho da categoria o impacto na economia será de cerca de R$ 2,127 bilhões.

Além disso, o reajuste de 15% e 10% nos auxílios alimentação e refeição, respectivamente, da categoria bancária terá um impacto adicional de R$ 877,525 milhões em um ano. Somando o reajuste nos salários, abono, vales e a PLR total o impacto da Campanha Nacional dos Bancários 2016 será de cerca de R$ 12,118 bilhões.

“Temos que parabenizar principalmente a categoria bancária, esta categoria orgulhosa da sua mobilização e da sua unidade. Cada bancário e cada bancária, por todo o Brasil, em todas as cidades, estiveram disciplinadamente, pacificamente e convictos na frente de uma agência ou centro administrativo conversando com os companheiros de trabalho, animando, encorajando, convencendo, dizendo que coragem não é não ter medo. É dominar o medo. Foram dias e dias de paciência e de fé verdadeiras”, destacou Roberto von der Osten, presidente da Contraf-CUT e um dos coordenadores do Comando Nacional dos Bancários

O acordo para a nova Convenção Coletiva de Trabalho dos bancários com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) será assinado, na próxima quinta-feira 13.

Fonte: Contraf-CUT