segunda-feira, Fevereiro 19, 2018
Home > Bancos > Bancários de Porto Alegre convocam trabalhadores para Ato de Mobilização em Defesa do Banrisul

Bancários de Porto Alegre convocam trabalhadores para Ato de Mobilização em Defesa do Banrisul

Evento comemora 15 anos da aprovação da PEC 94/98 pela Assembleia Legislativa  –  O Sindicato dos Bancários de Porto Alegre convoca todos os trabalhadores para o Ato de Mobilização Permanente em Defesa do Banrisul Público. O evento é organizado em comemoração aos 15 anos da alteração do artigo 22 da Constituição Estadual, por meio da aprovação da PEC 94/98, pela Assembleia Legislativa, que reconhece o Banrisul como banco público.  O ato acontecerá nesta sexta-feira (2), a partir das 10h, na Praça da Alfândega, em frente a Agência Central do Banrisul, no Centro Histórico de Porto Alegre.

Desde que assumiu o poder, o governo golpista tenta criar condições para vender empresas públicas, como o Banrisul. Mas, para vender ou federalizar o banco, é preciso que aconteça um plebiscito ou uma votação em duas sessões na Assembleia Legislativa, na qual 33 deputados votem a favor de uma PEC que derrube a obrigatoriedade na decisão, o que os administradores públicos acreditam que não irá acontecer.

O Banrisul, a princípio, não entra neste pacote de privatizações vias plebiscito. Até porque 24 deputados estaduais, inclusive da base do atual governo, assinaram a criação da Frente Parlamentar em Defesa do Banrisul Público, instalada em ato no Teatro Dante Barone, em 22 de março passado.

Mesmo assim, o Sindicato dos Bancários de Porto Alegre entende que o banco também não está livre. Isso porque, em fevereiro desse ano, o PL 343/17, o Regime de Recuperação Fiscal, foi apresentado pelo governo Michel Temer e assinado pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, com uma proposta que não favorece o Restado.  Com esse acordo, o governo do Estado tem a necessidade de vender o patrimônio público para ficar apenas três anos sem pagar dívida com a União. A partir de 2020, quando termina a moratória, a dívida total, o também chamado estoque de dívida, cresceria muito.

O presidente do SindBancários, Everton Gimenis, explica que o ato desta sexta-feira (2), serve de alerta para a situação do Banrisul. “O Banrisul é a joia da coroa do Estado e, para nós, um patrimônio dos bancários que trabalham no banco e de todo o povo gaúcho. Entendemos que o Estado tem dívidas que vêm de muitos anos, mas também não pode vender um banco que rende dividendos e ajuda o Estado neste tempo difícil. Nos próximos 10 anos, o Banrisul vai entregar R$ 1,2 bilhões ao governo do Estado em troca da compra da folha de pagamento dos servidores públicos. É um bom negócio para o governo”, diz Gimenis.

Ato de Mobilização Permanente em Defesa do Banrisul Público

Sexta-feira | 2/6 | Praça da Alfândega em frente à Agência Central do Banrisul, no Centro Histórico de Porto Alegre

10h: Concentração para o Ato.

12h: Ato de Mobilização Permanente em Defesa do Banrisul Público.

13h: Abraço simbólico ao Banrisul na Praça da Alfândega.

 

Fonte: Seeb Porto Alegre