Contraf-CUT envia ofício ao Banco do Brasil para garantir que escalas de férias sejam mantidas

A Contraf-CUT enviou um ofício ao Banco do Brasil, na terça-feira (24), para pedir que as escalas de férias já agendadas sejam mantidas. A iniciativa foi motivada pelo comunicado distribuído em todas as unidades do banco para informar a mudança nas regras para gozo de férias adequando-se às novas leis trabalhistas, que entrarão em vigor a partir do próximo dia 11 de novembro. Com a nova mudança, os funcionários com férias que estavam programadas não conseguirão iniciar as férias nas semanas com feriado na quarta-feira, como é o caso do dia 15/11.

Esta orientação tem trazido transtornos aos trabalhadores, uma vez que a escala de férias já estava programada e muitos poderão ter prejuízos financeiros com cancelamento de viagens agendadas, além de consultas e exames médicos também agendados. “As muitas alterações trarão consequências pessoais e também transtornos administrativos, conforme as reclamações que chegaram aos sindicatos de todo o país”, declarou secretário-geral da Contraf-CUT, Carlos de Souza.

“Esperamos ter uma solução negociada que consiga atender às demandas dos funcionários uma vez que as escala de férias já foram definidas há muito tempo. O que percebemos é que as unidades não conseguem resolver os problemas e as soluções apresentadas são prejudiciais para todos”, afirmou Wagner Nascimento, coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários do BB.

Fonte: Contraf-CUT

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinmail
Topo