relgio.jpg

relgio.jpg Está em tramitação na Assembléia Legislativa de São Paulo projeto de lei que prevê a abertura das agências bancárias para atendimento ao público das 9h às 17h. A proposta é de autoria do deputado Vanderlei Siraque (PT).

A criação de dois turnos de atendimento é uma reivindicação antiga do movimeto sindical bancário. A medida teria impacto positivo na geração de empregos, pois forçaria a criação de mais um turno de trabalho nos bancos. Além disso, melhoraria o atendimento à população.

O deputado defendeu a aprovação do projeto na tribuna da Assembléia na sessão desta terça-feira, dia 10. Em sua fala, Siraque também criticou a decisão do Banco Santander de demitir 400 funcionários, número que ainda poderá ser maior. Ele segurou uma cruz de cor negra, usada para simbolizar o impacto dos cortes promovidos pelo banco. A cruz foi uma das 400 utilizadas pelos bancários durante protesto realizado na segunda-feira na Avenida Paulista.

Siraque lamentou o fato de empresas estarem usando a crise econômica mundial, para promover demissões no Brasil. "O Santander, um dos maiores bancos do mundo e que no Brasil comprou o Banespa e mais recentemente o ABN-Real, está demitindo alegando a crise. O que é muito estranho é que na Espanha, onde a crise é maior do que aqui, não estão mandando ninguém embora", criticou Siraque.

Para o deputado, "muita gente está se aproveitando da crise, inclusive quem tem recebido ajuda financeira do governo". "Os empresários não podem esquecer que a demissão às vezes é como uma morte para a família, principalmente quando o demitido é o único sustento da casa. Estamos solidários com os bancários, categoria da qual sou originário, mas também com todos aqueles que estão perdendo ou perderam o emprego."

Fonte: Contraf/CUT, com Jornal ABC Repórter