Ocorreu nesta segunda-feira 2 nova rodada de conciliação entre o Sindicato e Caixa, no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), para tratar do cumprimento do acordo coletivo no que se refere à compensação de horas não-trabalhadas durante a greve. Na ação movida pela nossa entidade, há liminar da Justiça determinando o não-desconto até julgamento do mérito.

Na audiência desta segunda, a Caixa reiterou a proposta que havia feito em 12 de fevereiro, de ampliação do prazo de compensação de horas até julho deste ano. O Sindicato dos bancários de Brasília recusou de pronto a proposição da empresa por entender que ela significaria jogar na lata do lixo o acordo firmado entre as partes no final da greve. O acordo foi uma conquista da categoria em âmbito nacional e terá que ser cumprido à risca pela empresa. Os trabalhadores não aceitarão nada que fuja a isso e ao Sindicato dos bancários de Brasília cabe exigir da empresa o que prevê a Convenção Coletiva, ou seja, nada de compensação fora do prazo encerrado em 15 de dezembro.

Diante da insistência descabida da Caixa em buscar meio de romper o acordo e da firme recusa por parte do Sindicato, a Justiça Trabalhista definiu para o próximo dia 11 a data do julgamento do mérito da ação.

Fonte: Seeb Brasília