São Paulo – Cerca de 80 demissões de bancários do HSBC têm homologação prevista para esta semana, no Sindicato dos bancários de São Paulo, Osasco e região (Seeb/SP). O presidente da entidade, Luiz Cláudio Marcolino, avisa: "o Sindicato dos bancários de São Paulo não vai fazer essas homologações. O banco tem condições de rever essas dispensas e realocar esses bancários em outros locais. Já solicitamos negociação para tratar do assunto".

O HSBC fechou 17 agências em São Paulo. Segundo nota veiculada pelo jornal Folha de S.Paulo, a empresa informou que o fechamento das agências é um processo natural de realocação que será realizado nos próximos 30 dias. "O banco disse que vai avisar com antecedência os clientes dessas mudanças e direcioná-los para agências vizinhas. O HSBC não confirma as demissões. De acordo com a instituição, a maior parte dos funcionários será remanejada para outras agências do Estado", informa a Folha.

O Sindicato dos bancários de São Paulo quer uma reunião urgente pra tratar das homologações agendadas. "O HSBC está na contramão. Outros bancos, que estão fazendo fusões, anunciaram que vão manter o número de agências e até crescer. Fechar unidades e demitir é um absurdo, principalmente para um banco que registrou lucro líquido recorde no Brasil de R$ 1,35 bilhão em 2008 – alta de 9% em relação a 2007", completa Marcolino.

Fonte: Cláudia Motta – Seeb/SP