O banco Santander no Brasil apurou alta de 7,12% no lucro líquido no primeiro trimestre deste ano ante o mesmo período do ano anterior. O montante, em 31 de março de 2009, atingiu R$ 416,4 milhões.

As receitas de intermediação financeira foram de R$ 3,955 bilhões entre janeiro e março deste ano, em leve alta (0,70%) sobre os três primeiros meses de 2008. As receitas com prestação de serviços e tarifas bancárias ficaram em R$ 789,2 milhões, decréscimo de 17,21%.

As despesas com pessoal ficaram praticamente estáveis em relação aos três primeiros meses do ano passado, em R$ 458,5 milhões. A provisão para créditos de liquidação duvidosa avançou 40,2%, para R$ 921,7 milhões.

Segundo o comunicado enviado para a CVM (Comissão de Valores Mobiliários), as "demonstrações foram preparadas em razão do processo de incorporação do Banco Real pelo Banco Santander", que foi aprovada hoje pelas administrações dos dois bancos.

A decisão, no entanto, será submetida à análise dos acionistas em assembleia no próximo dia 30.

"A incorporação representa uma etapa fundamental do processo de reestruturação societária das empresas integrantes do grupo Santander Brasil e uma vez aprovada permitirá a conclusão do plano de integração operacional, administrativa e tecnológica que vem sendo implementado desde a aquisição do controle do Banco Real (julho de 2008) e a incorporação das ações de emissão do Banco Real pelo Banco Santander (agosto de 2008)", informou o Santander.

Conforme comunicado, o processo de incorporação permitirá a "integração dos negócios e atividades bancárias em uma única instituição financeira para todos os fins comerciais, financeiros e jurídicos, a redução de custos administrativos, a racionalização e a simplificação da estrutura societária do Grupo Santander Brasil".

Fonte: Folha Online