Nesta sexta-feira, dia 29, o Comando Nacional dos Bancários voltará a se reunir com a Fenaban para dar continuidade ao debate sobre um novo modelo para a Participação nos Lucros e Resultados (PLR). O encontro acontecerá no Rio de Janeiro.

Na parte da manhã, os representantes dos trabalhadores se reunirão na sede do Sindicato dos Bancários do Rio para preparação para a negociação. A reunião estava inicialmente marcada para acontecer no dia 28, em São Paulo, mas teve sua data e local alterados a pedido dos bancos.

Na primeira rodada de negociação, ocorrida no dia 12 de maio, os trabalhadores apresentaram as premissas que devem nortear a formulação do novo modelo de PLR. "Precisamos de uma regra simplificada, transparente e que valha para todos os bancários", afirma Carlos Cordeiro, presidente da Contraf-CUT e coordenador do Comando.

Os pontos apresentados pelos bancários foram:

1. O modelo deve ser simplificado.
2. O mesmo modelo de PLR deve ser válido para todos os trabalhadores, sem discriminação, incluindo afastados e lesionados. Pagamento proporcional àqueles que pedirem demissão, demitidos e aposentados.
3. Os programas próprios de remuneração que cada banco venha a praticar não devem ser descontados da PLR.
4. A remuneração deve ser baseada em indicadores transparentes dos lucros.
5. O modelo não deve se basear em indicadores individuais, mas coletivos.
6. Os processos de fusão e aquisição precisam ser levados em consideração.

Fonte: Contraf-CUT