Brasília – O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse nesta terça-feira (9) que o resultado da economia no primeiro trimestre deste ano foi melhor do que o mercado estava projetando. "Aliás, ninguém acertou. Todo mundo estava falando que ia cair 3%, 2,5%, 2% e na verdade a queda foi de 0,8%".

Segundo o ministro, a baixa se deveu fundamentalmente à queda de investimentos na indústria de modo geral. Ele lembrou que o consumo das famílias e do governo sustentaram o nível de atividade.

Mantega disse também que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva ficou satisfeito com o resultado, que mostra a capacidade de recuperação da economia brasileira.

Hoje, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou o resultado da economia no primeiro trimestre, que teve queda de 0,8%, na comparação com o quarto trimestre de 2008. Em relação ao primeiro trimestre de 2008, o Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de bens e serviços produzidos no país – teve queda de 1,8%.

Segundo Mantega, "existem outras medidas que podem ser tomadas, mas que os senhores conhecerão a seu tempo". Sem dar detalhes, ele também afirmou que o governo deve adotar medidas para estimular setores que apresentem dificuldades.

O ministro acrescentou que medida provisória com as regras de operação do Fundo Garantidor de Crédito para a Pequenas e Médias Empresas foi assinada hoje pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e deve sair na edição de amanhã no Diário Oficial da União. "O BNDES [Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social] já está preparando as regras para a viabilização desse crédito. Queremos fazer um aporte do Tesouro e esse fundo de aval criado no BNDES já está saindo".

Fonte: Agência Brasil / Daniel Lima e Kelly Oliveira