Os credores da Europa estão enfrentando uma onda crescente de inadimplência de crédito ao consumidor, enquanto a crise do cartão de crédito que causou bilhões de dólares em perdas nos bancos dos EUA se espalha por todo o Atlântico.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) estima que, da dívida dos consumidores nos EUA que totaliza US$ 1,914 bilhão, cerca de 14% vai azedar. Espera-se que 7% dos US$ 2,467 bilhões de dívida do consumidor na Europa será perdida, muito da queda ocorrendo no Reino Unido, a maior nação do continente com usuários de cartão de crédito.

A organização britânica Linha de Dívidas Nacional disse que o número de chamadas que havia recebido dos consumidores preocupados com empréstimos, cartões de crédito e hipotecas em atraso atingiu 41 mil em maio – o dobro das 20 mil chamadas de maio de 2008. A organização acrescentou que o número de chamadas não mostra sinais de que vá diminuir.

Nos EUA, a inadimplência com cartão de crédito tem aumentado ao longo dos meses, com o aumento no desemprego e a mais grave desaceleração econômica desde a Grande Depressão tendo sua porcentagem sobre os sobrecarregados consumidores.

Fonte: Blog do Nassif, com Financial Times