O resultado parcial da pesquisa realizada pelo SEEB-MT com os funcionários do Banco do Brasil em Mato Grosso indica que 68% desses bancários consideram que a transferência da Plataforma do Centro de Suporte Operacional em Cuiabá (CSO – Cuiabá) para Brasília tornará o processo mais lento, burocratizando e prejudicando o dia-a-dia das agências. Esse levantamento está sendo realizado em todas as agências e órgão do BB na base do Sindicato.

"O resultado parcial da pesquisa demonstra o que falamos há muito tempo, que a direção do BB não está ouvindo seus funcionários ao tomar decisões como esta. E, quando não se ouve quem irá executar, é óbvio que a implementação incorrerá em prejuízo", afirma o secretário de Imprensa do SEEB/MT e funcionário do BB, Alex Rodrigues.

Desde o mês de maio, o SEEB-MT está se mobilizando para que a direção do BB reveja a decisão unilateral de transferência desse setor de análise de crédito e cadastro de Mato Grosso para a capital federal. Devido à pressão do Sindicato, dos bancários e dos políticos mato-grossenses, o BB adiou a possível extinção do CSO – Cuiabá para dezembro de 2009 (antes agendada para mês de setembro). Entretanto, isso não significa o fim das articulações do SEEB-MT em prol da permanência deste setor.

O deputado federal Valtenir Pereira se comprometeu em agendar uma audiência pública para discutir o assunto. Pereira entende que a permanência da Plataforma no Estado é de grande importância para o desenvolvimento de Mato Grosso, sendo que sua possível extinção ocasionará prejuízos sócio-econômicos irreversíveis.

O Sindicato avalia que o Banco do Brasil não está considerando os impactos de tal mudança (tanto financeiro quanto social) na vida das 95 famílias que serão obrigadas a se transferir para a capital federal, assim como estão sendo desconsideradas as necessidades específicas de Mato Grosso, um dos grandes celeiros do país e que está em amplo desenvolvimento.

Dentre os demais políticos que manifestaram apoio a permanência da plataforma no Estado, estão os deputados federais Carlos Abicallil e Homero Pereira, os senadores Serys Marly e Jaime Campos, os deputados estaduais Carlos Brito, J.Barreto e Alexandre César, os vereadores de Cuiabá Francisco Vuolo e Roosevelt Coelho, o Secretário de Desenvolvimento do Centro-Oeste do Ministério da Integração Nacional, Totó Parente, o secretário da Secretária do Estado em Desenvolvimento Rural (SEDER), Neudo Egon Weirich e o secretário adjunto da SEDER, Jilson da Silva.

Fonte: Seeb MT