Aconteceu nesta sexta, 14 de agosto, a primeira negociação da Contraf-CUT com a direção da Federação Interestadual das Instituições de Crédito (Fenacrefi). Os financiários possuem data base em 1º de junho, sendo este encontro protocolar para estabelecer o processo de negociação. Os representantes dos empregados exigem a reposição de 5,12% da inflação, mais 5% de aumento real.

A Contraf irá organizar as cláusulas prioritárias, as que necessitam de atualização na redação já constantes na CCT e as novas reivindicações. Serão organizadas em blocos sociais e econômicas.

Pauta

A Contraf convoca uma reunião com os representantes para a organização dos procedimentos relativos a pauta a ser realizada no dia 19 de agosto, em sua sede, às 10h.

Próxima negociação

Uma próxima negociação ficou agendada para 26 de agosto, às 10h30. A Contraf convoca os dirigentes sindicais representantes para reunião preparatória em sua sede neste mesmo dia, às 9h.

Para Miguel Pereira, secretário de organização do ramo financeiro da Contraf-CUT, o setor vem obtendo alta lucratividade e também segue retomando o volume de crédito, assim afirmado pelos próprios representantes patronais. "Com isto, fica demonstrado que há total capacidade para atender as nossas reivindicações, uma vez que o segmento não foi atingido pela crise", conclui.

Fonte: Contraf-CUT