O setor bancário foi o que teve maior lucro no primeiro semestre deste ano, respondendo por quase 25% do total das 303 empresas de capital aberto do país que já apresentaram seus balanços, informou nesta segunda-feira a consultoria Economática.

Os 21 bancos que já apresentaram resultados tiveram lucro líquido conjunto de R$ 14,33 bilhões, respondendo por 23,5% do total de ganhos das empresas de capital aberto do país.

Já o setor de petróleo e gás, representado até agora apenas pela Petrobras, fica na segunda colocação, com lucro de R$ 13,55 bilhões, ou 22,2% do total.

Na terceira colocação ficou o setor de energia elétrica, com lucro acumulado de R$ 7,868 bilhões, seguido por mineração (R$ 4,612 bilhões), alimentos e bebidas (R$ 3,809 bilhões) e papel e celulose (R$ 2,022 bilhões).

Rentabilidade

Já no ranking por lucratividade –usando o conceito de rentabilidade sobre patrimônio (ROE), que é calculado considerado o resultado do semestre sobre o patrimônio líquido– o líder disparado foi o setor de administradores de redes de cartões de crédito.

O ramo, que conta apenas com as empresas Visanet e Redecard, teve ROE de 42,7% e lucro somado de R$ 673 milhões.

Na sequência apareceram neste ranking os setores de logística (16,2%), papel e celulose (14,3%), química (12,3%) e minerais não-metálicos (11,9%).

Veja os 10 setores que mais lucraram no Brasil no 1º semestre

Bancos – R$ 14,33 bilhões
Petróleo e gás – R$ 13,55 bilhões
Energia elétrica – R$ 7,868 bilhões
Mineração – R$ 4,612 bilhões
Outros – R$ 4,348 bilhões
Alimentos e bebidas – R$ 3,809 bilhões
Papel e celulose – R$ 2,022 bilhões
Logística – R$ 1,837 bilhão
Química – R$ 1,766 bilhão
Construção – R$ 1,144 bilhão

Fonte: Folha Online