A Suíça vendeu nesta quinta-feira sua participação no UBS por 5,5 bilhões de francos suíços (US$ 5,1 bilhões) mais 1,8 bilhão de francos em compensação por juros perdidos, obtendo um ganho de 30% sobre os 6 bilhões de francos que pagou pela participação de 9% em outubro.

A venda acontece um dia depois de o país aceitar revelar nomes de milhares de clientes norte-americanos do banco para os EUA, em acordo que abalou a tradição de segredo bancário do país.

Fonte: Folha de São Paulo