A Caixa Econômica Federal quer ampliar em 10% o saldo da carteira de crédito de veículos com a Semana Auto Caixa, que será realizada entre quinta-feira e domingo em mais de 370 concessionárias do Estado de São Paulo.

Segundo Mário Ferreira Neto, superintendente nacional de clientes de média e alta renda do banco, o evento deve alavancar a carteira nacional de R$ 500 milhões, contabilizados em junho, para pelo menos R$ 550 milhões. Os R$ 50 milhões de meta para novos negócios em São Paulo é um valor considerado "bastante conservador" pelo superintendente regional da Caixa, Valter Nunes.

Em junho, os empréstimos novos nesse segmento totalizaram R$ 70 milhões no país, ante R$ 6 milhões no mesmo mês do ano anterior, quando o saldo total da carteira ficava em torno de R$ 80 milhões. "A partir de outubro, surgiu uma grande oportunidade com a crise de liquidez, e a Caixa pôde mostrar que tem competitividade", comentou Ferreira Neto. "Vamos ser agressivos na taxa", afirmou, lembrando que as condições são as mesmas para todos os potenciais compradores, independentemente se serem ou não clientes do banco.

Durante o evento direcionado à compra de automóveis e comerciais leves para uso pessoal e na primeira semana de setembro, os juros vão variar a partir de 1,19% ao mês – o percentual mínimo é de 1,25% atualmente. A lista completa das taxas de financiamento só serão divulgadas na quinta-feira para evitar que a concorrência tenha tempo para replicar os percentuais, de acordo com Nunes.

Fonte: FolhaNews