O Comando Nacional dos Bancários e a Caixa Econômica Federal estarão reunidos nesta quarta-feira, dia 26 de agosto, às 14h30, em Brasília (DF), para tratar das pendências relativas ao acordo coletivo de 2008, entre outros assuntos.

Na pauta do encontro com a Caixa estãa as pendências relativas ao acordo coletivo do ano passado, com destaque para o auxílio-alimentação aos aposentados. Na ocasião, a representação nacional dos empregados também cobrará agilidade no processo de implantação do novo Plano de Cargos Comissionados (PCC).

Em relação ao PCC, ocorreram algumas negociações com a empresa, mas a Caixa não cumpriu seu compromisso de apresentar uma proposta até o dia 30 de junho. O que fez, até agora, foi apresentar apenas diagnósticos e premissas genéricas, o que se configura uma protelação injustificável.

Os trabalhadores da Caixa reivindicam um PCC com critérios claros e democráticos para a progressão na carreira, e com a devida valorização das funções. Outras prioridades são a isonomia de direitos entre novos e antigos empregados, a ampliação dos direitos dos aposentados, a contratação de novos empregados, a melhoria das condições de trabalho, o respeito à jornada de seis horas e a democratização da gestão. A proposta dos bancários foi aprovada em um encontro específico, conforme definição do 25º Conecef (veja mais aqui).

"Esse será o início das negociações específicas desa campanha e esperamos que a Caixa valorize seus empregados, tão importantes para o bom momento vivido pelo banco. Os trabalhadores estão mobnilizados e prontos para pressionar a empresa por novas conquistas", afirma Jair Ferreira, coordenador da Comissão Executiva dos Empregados da Caixa (CEE Caixa), que assessora o Comando Nacional nas negociação com o banco.

Fonte: Fenae