Crédito: SBBA
SBBA Ao som de banda de fanfarra e com teatro, bancários e clientes desfrutaram do tradicional caruru do Sindicato dos Bancários da Bahia, nesta segunda-feira (21/9), na agência do Banco do Brasil, na avenida Sete de Setembro.

Servida há dez anos no mesmo local, com direito a acarajé e abará, a comida típica baiana é símbolo das reivindicações da categoria, que não podem ser atendidas pela metade.

Os clientes aprovaram e fizeram fila organizada, junto aos funcionários do banco, que aproveitaram o horário do almoço para curtir o tradicional caruru.

Mas, o momento não era só de festa. O presidente do Sindicato, Euclides Fagundes Neves, falou sobre a importância da data e convocou toda a categoria para a assembléia de quarta-feira, no Ginásio de Esporte. Ele reafirmou ainda que, caso os bancos não mudem de posição, os bancários entram em greve a partir de quinta-feira, por tempo indeterminado.

A categoria reivindica 10% de reajuste salarial, PLR compatível com os lucros bilionários e garantia de emprego para os bancários. As questões econômicas envolvem, principalmente, compensação das perdas salariais ocorridas nos últimos anos.

Fonte: Seeb Bahia