Crédito: Seeb Criciúma
Seeb Criciúma A greve dos bancários entra no segundo dia com mais agências fechadas em Criciúma e mais oito municípios de base do Sindicato, no sul de SC. O número de agências fechadas passou de 34 para 37. São 630 trabalhadores parados do total de 800 funcionários. Em Criciúma das 23 agências apenas as três do Bradesco abriram hoje (25).

O movimento segue tranqüilo sem nenhum incidente. Edegar Generoso, presidente do Sindicato dos Bancários de Criciúma e região, avalia que a greve entra no segundo dia com mais força pela adesão de novos trabalhadores. Os bancários reivindicam 10% de reajuste (reposição da inflação mais 5% de aumento real) O mesmo índice de reajuste para as outras verbas salariais como vale-alimentação e refeição, além de auxílio-educação, licença-maternidade de seis meses, valorização do piso e preservação do emprego e demais cláusulas econômicas.

A greve continua na próxima semana. Reunião de avaliação do movimento acontece na segunda-feira (28) às 17h, no Sindicato dos Metalúrgicos.

Quadro de paralisação:

Criciúma – Bradesco (aberto) e BB/Besc – Itaú – Unibanco -Santander-Banrisul – HSBC – Safra – Caixa – BB e Real fechadas.

Siderópolis – Caixa – BB – BB/Besc – Fechados

Nova Veneza – BB – BB/Besc – aberto
Forquilhinha – BB e BB-Besc – fechados e Bradesco – aberto

Içara – BB – BB/Besc e Caixa – fechados, Bradesco e Itaú – abertos
Cocal do Sul – BB – BB/Besc – HSBC – fechados – Bradesco – aberto
Urussanga – BB – BB/Besc – Caixa (fechados) Bradesco aberto.

Morro da Fumaça- BB – Caixa – BB/Besc – fechados.- HSBC – aberto

Treviso – Posto de Atendimento Bancário do Besc – aberto

Fonte: Seeb Criciúma