greve_mt.jpg

Crédito: Seeb MT
greve_mt.jpg
A plenária de avaliação e organização dos bancários manteve a intensiva de mobilização por tempo indeterminado. Ao todo, oitenta e cinco agências fecharam as portas em protesto contra o abuso dos bancos, isso significa que mais de 80% dos bancos de Cuiabá e Várzea Grande já aderiram ao movimento grevista. A próxima plenária dos bancários acontece hoje (25) ás 16 horas no auditório do Sindicato dos Bancários de Mato Grosso (rua Barão de Melgaço, n°3190, Centro – Cuiabá).

Após cinco rodadas de negociação frustradas, os trabalhadores decidiram parar suas atividades até que os banqueiros apresentem uma proposta que contemple efetivamente as necessidades e anseios de seus funcionários. Entre as reivindicações estão reajuste salarial de 10%, Participação nos Lucros e Resultados, valorização dos pisos salariais, mais contratações e fim das demissões, auxílio-creche/babá, auxílio-refeição, cesta-alimentação, mais segurança, previdência complementar para todos, mais saúde e melhores condições de trabalho.

No interior do Estado os bancários estão realizando assembléias e em algumas localidades, tal como Cáceres, a greve já foi aprovada e será iniciada na segunda-feira (28). Em Sinop, as agências do Bradesco e HSBC já estão fechadas. A Campanha Salarial desse ano tem como tema "Bancos abusam. Cadê a responsabilidade social?" e busca combater os excessos cometidos pelas instituições financeiras em relação aos seus clientes e empregados.

Além de não atender as solicitações da categoria, a proposta apresentada pela Federação Nacional dos Bancos piorou alguns itens antes conquistados pelos bancários, a exemplo do auxílio creche/babá que os banqueiros querem reduzir a idade para 71 meses. "Permaneceremos em greve até que a Fenaban apresente um posicionamento que respeite os trabalhadores. Os bancários estão unidos e permanecerão parados enquanto não obtiverem respostas concretas às reivindicações", argumenta o presidente do SEEB-MT, Arilson da Silva.

A greve Nacional dos bancários já acontece em todos os estados e no Distrito Federal.

Fonte: Seeb MT