Crédito: Seeb Porto Alegre
Seeb Porto Alegre
Os bancários gaúchos não estão para brincadeira. O movimento de greve teve um up nesta segunda-feira em todo o Rio Grande do Sul. A adesão continua maior na Caixa Econômica Federal, onde em 67% das unidades os empregados decidiram parar para reivindicar avanços nas negociações com a Fenaban e com a direção da Caixa.

Em reunião realizada no último sábado, em São Paulo, o Comando Nacional decidiu intensificar a greve por tempo indeterminado em todos os Estados. Também foi enviado um novo ofício à Fenaban, cobrando o retorno da entidade patronal à mesa de negociações da Campanha Salarial 2009.

A greve dos bancários já tomou grandes proporções e surpreende pela força do movimento nos bancos privados. Na avaliação do diretor da Feeb/RS e membro do Comando Nacional, Arnoni Hanke, isto se deve ao descontentamento da categoria, que já não suporta mais a exploração praticada pelos bancos.

"Os bancários estão cansados da falta de responsabilidade social dos banqueiros. Enquanto os trabalhadores geram lucros fabulosos para seus patrões, recebem apenas o descaso dos bancos como recompensa. Estamos dando o troco", salienta Arnoni.

Passeatão em Porto Alegre

Os grevistas vão tomar às ruas de Porto Alegre nesta terça-feira, dia 29, no tradicional Passeatão dos Bancários. A atividade integra o calendário de mobilização da greve na base sindical do SindBancários e promete receber a presença de centenas de bancários de todos os estabelecimentos da capital e região metropolitana. A concentração ocorre a partir das 12h, na Praça da Alfândega, entre o Banrisul e a Caixa Econômica Federal. A saída está prevista para as 13h.

Negociação específica com o Banrisul

Já às 15h, ocorre a primeira rodada específica de negociações com o Banrisul. A reunião entre o Comando dos Banrisulenses e representantes do banco acontece na sede da Feeb/RS, às 15h.

Fonte: Feeb RS