Crédito: Seeb MT
Seeb MT
A intensa mobilização dos bancários fez com que a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) reabrisse as negociações com os trabalhadores. A reunião entre representantes dos banqueiros e Comando Nacional dos Bancários (CNB) será na quinta-feira (1º de outubro), em São Paulo. As negociações da Caixa também acontecerão na quinta-feira e do Banco do Brasil serão amanhã (30).

Em todo Estado, o sexto dia de paralisação somou 119 agências, sendo que 13 são de Rondonópolis. A categoria se reuniu em assembléia em frente a agência do Bradesco/Centro, em Cuiabá, nessa terça-feira (29). Na ocasião foram definidas novas estratégias para a Campanha Salarial e avaliação da greve. Em todo o país, mais de 5,7 mil agências estão paradas.

"A Fenaban voltará a negociar com os bancários e isso é resultado de nossa mobilização. É importante que os bancários participem ativamente do movimento", argumentou a presidente da Federação dos Trabalhadores em Empresas de Crédito do Centro Norte (FETEC/CUT-CN), Sônia Rocha. A sindicalista enfatizou que o movimento sindical com todos os bancários conseguiu uma nova negociação.

Medidas judiciais

O mesmo juiz que concedeu liminares ao Itaú e Unibanco, em nova decisão, determinou que a liminar concedida não tem objetivo de por fim a greve ou determinar o retorno dos bancários ao trabalho, afirmando ainda.

"Com essa nova decisão, ficou claro que os bancários podem continuar em greve e fazer manifestações em frente as agências bancárias para explicitar a população os motivos da greve e conquistar a adesão de mais bancários ao movimento", afirmou o presidente do SEEB-MT, Arilson da Silva.

Fonte: Seeb MT