Crédito: Seeb/SP
Seeb/SP São Paulo – Um representante do Santander Real enganou policiais militares ao apresentar o interdito proibitório que não valia para Osasco, no oitavo dia de greve nacional por tempo indeterminado dos bancários, na quinta-feira 1.

Trabalhadores cruzavam os braços, exercendo o direito de greve garantido pela constituição quando o advogado acionou a polícia para abrir a agência do Real. A Policia Militar determinou a abertura do local desrespeitando a vontade dos funcionários. O advogado do Sindicato argumentou sobre a irregularidade, mas os policiais ignoraram.

"O papel da polícia militar é proteger a população e não atrapalhar a greve dos bancários", afirma o dirigente sindical Sandra Regina.

Fonte: Carlos Fernandes – Seeb/SP