greve_guarabira_06102009.jpg

greve_guarabira_06102009.jpgNesta terça-feira, 6 de outubro, atendendo pedidos de socorro dos bancários em greve, o Comando de Greve esteve em Guarabira, no Brejo, onde se reuniu com funcionários do Banco do Brasil e do Banco Real, visitou a agência do Bradesco e agendou uma assembleia para esta quarta-feira, 8h, na Câmara de Vereadores daquela cidade, para referendar a decisão da categoria, tomada na assembleia de 23 de setembro.  

Os bancários em greve sofreram agressões morais e foram ameaçados de agressão física  por um funcionário do Banco do Brasil, lotado na Ag. Guarabira que, além de não atender ao convencimento, insiste em fazer valer seu direito individual sobre a decisão soberana dos bancários na assembleia de 23 de setembro, quando a greve por tempo indeterminado foi deflagrada pela unanimidade dos presentes.

Em uma reunião nas dependências da Ag. do BB, foram feitos esclarecimentos e tiradas dúvidas quanto à decisão da deflagração da greve por tempo indeterminado em todo o País,  e ficou decidida a realização de uma assembleia na manhã desta quarta-feira. Lucius Fabiani, secretário-geral do Sindicato dos Bancários da Paraíba fez um resgate histórico do movimento sindical bancário e da postura dos funcionários do Banco do Brasil ao longo das últimas décadas. "A postura do funcionalismo do BB tem sido exemplar em todos os movimento grevistas da categoria, onde foram arrancadas na luta as conquistas que todos usufruem hoje. Portanto, precisamos também de toda essa força na campanha salarial deste ano", finalizou.