Crédito: Seeb Bahia
Seeb Bahia Sem nenhuma perspectiva de negociação, a greve dos bancários entra no 14º dia e avança na capital e no interior da Bahia. Na terça-feira, dia 6, 518 agências estavam com as atividades paradas, sendo 325 da base do Sindicato dos Bancários da Bahia.

O BB manteve 161 agências fechadas. Na Caixa, a paralisação atinge 72 bancos e no BNB 13. As organizações financeiras privadas também seguem com as atividades suspensas. No Bradesco, 33 agências estão fechadas, no Itaú Unibanco 7 e no HSBC 13.

O movimento ainda avança no Real / Santander, que conta com 20 agências paradas, e no BMB com 1 unidade fechada. As demais organizações financeiras somam 5 dependências paradas.

Até o momento, os banqueiros ofereceram um reajuste salarial de 4,5% e diminuição na PLR (Participação nos Lucros e Resultados). A categoria quer reajuste salarial de 10%, maior PLR, garantia de emprego, mais segurança, entre outros pontos.

A greve dos bancários começou no último dia 24. A última rodada de negociação foi realizada na quinta e sexta-feira da semana passada, sem nenhum avanço.

Fonte: Seeb Bahia