Crédito: Seeb/ES
Seeb/ES A greve dos bancários capixabas será mantida nesta sexta-feira, dia 9, apenas nas agências da Caixa Econômica Federal e do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) – o BNB tem apenas duas agências no Espírito Santo, uma em Linhares e outra em Colatina. Nos demais bancos, a rotina voltará ao normal após 15 dias de greve. A decisão foi tomada agora à noite, em assembleia realizada no Centro Sindical.

A manutenção da greve na Caixa acontece também em outros estados do país. É fruto da falta de proposta patronal para as reivindicações específicas dos empregados, como, por exemplo, a extensão do tíquete alimentação para os aposentados, a promoção por merecimento sem discriminação (neste ano a Caixa excluiu 20% dos empregados) e implantação do plano de cargos comissionados. Outro problema é a participação nos lucros e resultados (PLR), cujos cálculos, na CEF, resultarão em valor inferior ao pago no ano passado.

A Caixa havia se comprometido a negociar a pauta específica após a apresentação de proposta pela Fenaban. A Federação dos Bancos apresentou sua proposta ontem, mas hoje a Caixa foi para a mesa sem contrapropostas às reivindicações.

A continuidade da greve por tempo indeterminado na CEF e no BNB é uma orientação nacional.

Banco do Brasil

Nas negociações com o Banco do Brasil, os bancários conquistaram a valorização do piso salarial, com reajuste de 3% a partir de 1º de outubro, com reflexos nos demais níveis salariais. O BB também garantiu a retomada da negociação para tratar do Plano de Carreira, Cargos e Salários. A PLR será no mesmo modelo do ano passado. O BB se comprometeu a contratar mais 10 mil funcionários, sendo 5 mil em 2010 e os outros 5 mil em 2011.

Fenaban

A proposta da Fenaban aprovada nesta quinta-feira, 8, prevê reajuste de 6% sobre salários e benefícios, PLR de 90% do salário mais valor fixo de R$ 1.024, parcela adicional de 2% do lucro líquido distribuído linearmente para todos os trabalhadores até o limite de R$ 2.100 e ampliação da licença maternidade para 180 dias, entre outras conquistas que valem para toda a categoria.

Banestes

Os bancários do Banestes aprovaram a proposta da Fenaban e vão continuar lutando pelas negociações específicas.

Fonte: Seeb/ES