Crédito: Feeb-RS
Feeb-RS
Os bancários do Banco do Brasil e os empregados Caixa Econômica Federal aprovaram, em assembleias realizadas na quinta-feira, dia 8, a manutenção da greve por tempo indeterminado. Eles se reúnem novamente nesta sexta para avaliar coletivamete o movimento.

Privados e Banrisul

Também em assembleia, os bancários de bancos privados (foto) aceitaram a proposta da Fenaban e retomaram às atividades. Os funcionários do Banrisul, que realizaram uma paralisação de 24 horas no dia 29 de setembro, também aprovaram o novo índice de aumento apresentado pela Fenaban depois da greve da categoria.

Após duas semanas de paralisação, os banqueiros retomaram as negociações, na quarta-feira, dia 7, e apresentaram um reajuste de 6%, 1,5% acima da inflação do período.

No dia 17 de setembro, quando trouxeram uma proposta rebaixada que levou os trabalhadores a cruzar os braços, os banqueiros deixaram claro que não pretendiam pagar aumento real nos salários. Também sugeriram um modelo de PLR que reduzia drasticamente a parcela dos trabalhadores, com teto de 4% para a distribuição do lucro.

Porém, a mobilização da categoria em todo o país arrancou uma nova proposta com aumento real e PLR melhor.

Fonte: Seeb Porto Alegre