caixa13102009_014r.jpg

caixa13102009_014r.jpg
Na manhã desta terça-feira, 13 de outubro, um pequeno grupo de fura-greves tumultuou a entrada da Ag. Epitácio Pessoa, da Caixa Econômica Federal, ao tentar "entrar na marra", querendo fazer valer seus direitos individuais em detrimento da vontade coletiva, através das deliberações nos seus foruns próprios, como a assembleia de 23 de setembro, que deflagrou a greve em curso. 

Os fura-greves, além de não acatarem a vontade soberana da categoria, também não aceitaram os argumentos dos grevistas e dirigentes sindicais e partiram para o ataque, tentando entrar de qualquer maneira, mas foram contidos pelo piquete de convencimento. 

Marcos Henriques, presidente do Sindicato dos Bancários da Paraíba, ressaltou que os bancários, mesmo aqueles que não participam das assembleias têm que respeitar a vontade soberana da maioria. "Enquanto dirigentes sindicais, temos que encaminhar as deliberações dos bancários, que só permitem a entrada nas dependências de administradores e funcionários imprescindíveis ao serviço de compensação, que é considerado como essencial pela Lei de Greve", arrematou.

Neste momento, o Comando Nacional dos Bancários está reunido com os representantes da Caixa Econômica Federal, de cuja negociação os emrpegados da instituição esperam que surja uma proposta decente para apreciação da categoria na assembleia de logo mais à noite, na sede do Sindicato.