Crédito: Ivaldo Bezerra/Lumen – Seec PE
Ivaldo Bezerra/Lumen - Seec PE
O 22º dia de greve no Banco do Nordeste foi de descomemoração. Em frente à Agência Centro do BNB, na Conde da Boa Vista, no Recife, os funcionários protestaram contra o descaso do banco que, que optou pelo silêncio e pela pressão ao invés de avançar nas propostas, e há um ano promete e não cumpre rever o PCR – Plano de Cargos e Remuneração.

Com bom humor, os grevistas dividiram com populares 200 bolos de bacia e 100 abacaxis durante a manhã da quinta-feira, 15. À noite, a assembléia decidiu pela continuidade da greve na segunda-feira, 19. Assim, a assembléia desta sexta será às 16 horas, e terá caráter meramente avaliativo e de organização.

Decisão idêntica tomaram os empregados da Caixa: a assembléia também decidiu que a greve continua na segunda-feira, independente de eventuais propostas. O movimento seguiu forte em todo Pernambuco nesta quinta-feira.

No Recife, três agências-problemas centrais tiveram, inclusive, o autoatendimento fechado: Cais do Apolo, Conde da Boa Vista e Guararapes. Esta última, aliás, será alvo de manifestação, mais uma vez, nesta sexta-feira. Concentração às 8 horas em frente à agência. Às 16 horas, assembleia no Sindicato.

Registro importante deve ser feito em relação ao comportamento do BNB. O banco convocou os gerentes a comparecerem à assembleia do dia para votar pelo encerramento da greve.

Alertado, o sindicato dos bancários de Pernambuco denunciou o estratagema, via SMS para todos os trabalhadores cadastrados. Resultado, os grevistas compareceram em massa à assembléia. Melhor, apenas um gerente compareceu. Sinal de que o mar, para a direção do banco, não está para peixe, como diz velho ditado popular.

Fonte: Sulamita Esteliam – Seec/PE