Os pedidos de dissídio por parte do Banese e da Caixa não significam que os bancários desses bancos devam voltar ao trabalho. Pelo contrário. Eles devem fortalecer ainda mais a greve para que os julgamentos no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) e Tribunal Superior do Trabalho (TST), respectivamente, seja positivo para a categoria.

A Assessoria Jurídica do Sindicato dos Bancários de Sergipe (Seeb/SE) reforça que, por enquanto, o fato não altera em nada a decisão de continuidade da greve. Nesta segunda-feira, 19, às 14h, o Ministério Público do Trabalho (MPT) realiza mediação entre o Banese e o Sindicado dos bancários de Sergipe. Às 17h, tem assembleia para avaliação do movimento.

O Sindicato dos bancários de Sergipe lembra que todos os trabalhadores têm direito de fazer greve e que os chamados dos gerentes para que os trabalhadores voltem ao trabalho se caracterizam assédio moral. Denunciem entrando em contato com o Sindicato de sua região.

Fonte: Edivânia Freire – Seeb/SE