Crédito: Seeb Bahia
Seeb Bahia
Depois de 28 dias de paralisação, os bancários da Caixa da Bahia voltam ao trabalho amanhã (22/10). A decisão foi tomada em assembléia, nesta quarta-feira (21/10), após a apresentação da nova proposta da Caixa em reunião realizada na terça-feira (20/10), em Brasília.

Entre as principais novidades, contratação de mais 5 mil empregados até o final de 2010 e o abono de R$ 700,00, a ser pago na folha de janeiro de 2010. A greve garantiu também reajuste salarial de 6% e melhor PLR (Participação nos Lucros e Resultados).

A proposta prevê a antecipação até o dia 3 de novembro de 100% do valor, aplicando a regra básica da Fenaban (Federação Nacional dos Bancos). A segunda parte da PLR será paga em março de 2010. Em relação aos dias parados, a compensação deve ser feita até o dia 18 de dezembro, limitada a duas horas diárias, exceto final de semana e feriado.

Outros pontos importantes são criação e implantação dos comitês de acompanhamento da rede credenciada do Saúde Caixa e dos comitês regionais de mediação de conflito no trabalho, vinculados à Comissão de Ética, medidas que melhoram as condições de saúde e combatem o assédio moral.

BNB

Com exceção do Ceará, os outros estados onde o BNB tem agência, a greve continua forte, com participação massiva dos empregados.

A rodada de negociação, prevista para hoje, foi adiada para segunda-feira. No entanto, o Sindicato dos Bancários da Bahia e a Federação da Bahia e Sergipe, junto com a AFBNB, estão buscando a antecipação da reunião. Os diretores Geraldo Galindo (Seeb-BA) e Waldenir Fagundes Brito (Feebbase) estão de plantão para uma possível reunião extra.

Licença-prêmio – Um dos entraves na negociação é a extensão da licença-prêmio, concedida aos funcionários da base do Sindicato do Ceará, para todo o funcionalismo. A assembléia de hoje, está mantida para as 17h, no Ginásio de Esporte.

Fonte: Seeb Bahia