A falta de propostas não deixou outra opção e em assembléia na noite desta quinta 22, os empregados do Banco do Nordeste da Bahia decidiram manter a greve, que hoje completa 30 dias. Os bancários ainda esperam resposta do banco sobre piso, PCR (Plano de Cargos e Remuneração), licença-prêmio e ponto eletrônico, entre outras questões.

Nova rodada de negociação está marcada para segunda-feira 26, às 15h, em Fortaleza – CE. No mesmo dia, às 17h acontece assembleia no auditório do Sindicato dos bancários da Bahia para avaliar o resultado da reunião e decidir sobre a manutenção ou suspensão do movimento grevista.

Os empregados do BNB entraram em greve no dia 24 de setembro, juntamente com o restante da categoria, devido a falta de acordo com os bancos sobre a pauta de reivindicações dos bancários. Durante estes 30 dias, os outros bancos apresentaram propostas que viabilizaram o final da paralisação, mas o BNB está enrolando os funcionários e até o momento não apresentou uma proposta decente, principalmente às reivindicações específicas, como isonomia entre antigos e novos funcionários e a melhoria nas condições de trabalho.

Fonte: Seeb Bahia