Os grandes bancos do País disputam, neste momento, uma corrida de velocidade para conseguir mais clientes para o sistema de débito direto autorizado e oferecer novos serviços sobre a plataforma eletrônica. O Bradesco se preparou com muito treino. Por meio de workshops com clientes, reuniões e treinamentos de equipes, o banco iniciou três meses antes da inauguração do DDA uma ampla rodada de pré-cadastramento no sistema.

Nesse processo, até um chat em que chegaram 401 perguntas contou com a participação de profissionais graduados da instituição. "Respondemos uma a uma", lembra o diretor Paulo de Tarso Monzani. Como resultado dos esforços, o banco exibe hoje o maior número de clientes cadastrados no sistema: 415 mil.

A antecipação proporciona ao Bradesco a dianteira no quesito ofertas de novos serviços a partir da plataforma do DDA. O banco já disponibiliza para os clientes um programa de gerenciamento de caixa para pessoas físicas e jurídicas capaz de agendar pagamentos para datas mais convenientes para o usuário. O sistema Office Banking Bradesco Plus, voltado para pequenas e médias empresas, oferece instrumentos para contas a pagar e receber.

Até o download de um programa de organização do fechamento diário do caixa, com o qual se estima a economia de até quatro horas nas operações feitas pelas empresas no fim de cada dia, pode ser acessado gratuitamente pelos clientes cadastrados no DDA.

As pessoas físicas ganharam o Net Finanças Pessoais para o controle de suas contas, planejamento orçamentário e gerenciamento de suas posições financeiras. "Queremos estar na fronteira", resume o gerente de Cash Management Rizélcio Macedo de Oliveira, o técnico destacado pelo banco para atuar, nos últimos três anos, no desenvolvimento do DDA.

Pelo Itaú, a diretora de Produtos de Pessoa Jurídica, Sandra Bodeguim, também vê motivos para comemorar. "Temos 350 mil clientes cadastrados, ou 26% do total da base do sistema DDA, o que é ótimo", diz.

O banco já disponibiliza um sistema pelo qual seus clientes podem marcar um valor limite para o pagamento de contas pelo sistema, numa mescla do débito automático com o autorizado. "Se a conta de telefone, por exemplo, ultrapassar o valor que esse cliente estipulou, o sistema breca o pagamento", diz Sandra. Ela acredita que a visualização pelos bancos das movimentações dos clientes dos concorrentes será saudável para todos.

"As carteiras vão ganhar qualidade", diz. Ela defende o direito de os bancos, eventualmente, cobrarem por novos serviços agregados à plataforma DDA. "Se ocorrer a personalização do serviço a pedido do cliente, não vejo porque não se possa cobrar por isso."

O Santander divulgou nota oficial na qual afirma "já estar totalmente apto a operar" no sistema. Um dos principais focos do banco, na etapa anterior de instalação do DDA, foi trabalhar na educação financeira de clientes e funcionários, ressaltando que o sistema é um avanço sobre o modelo anterior.

Entre os diferenciais que o banco oferece está uma solução integrada na qual os clientes podem administrar não só os boletos apresentados via DDA, mas também realizar pagamentos de contas, recargas de celulares e transferências. Outro ponto destacado é a possibilidade de se fazer a impressão de uma segunda via do comprovante eletrônico de pagamento, em caso de necessidade específica.

O Grupo Santander Brasil apresentará aos clientes cadastrados soluções que podem resolver uma eventual deficiência de recursos para quitar compromissos, como o Santander Master e o Realmaster, que oferece 10 dias sem juros e a possibilidade de parcelar o saldo com a metade dos juros. Para as empresas, o grupo está oferta o SuperGiro Premium, uma linha de capital de giro pela qual o cliente pode ser bonificado em até duas parcelas.

Sistema tem 40 mil adesões por dia

O DDA – Débito Direto Autorizado – completa hoje seu décimo dia útil de funcionamento com um crescimento diário médio de 40 mil adesões, segundo cálculos da Câmara Interbancária de Pagamentos (CIP).

O sistema de boleto eletrônico já foi utilizado por mais de 1,3 milhão de correntistas, entre pessoas físicas e jurídicas. A rede informatizada de cobranças e pagamentos integra 25 bancos brasileiros e já permitiu a realização de cerca de 400 mil transações financeiras sem nenhuma utilização de papéis com códigos de barras ou longas senhas numéricas de identificação. Tudo foi feito pela rede de computadores, no ambiente de navegação dos sites dos bancos públicos e privados, mediante a circulação de boletos que reproduzem nas telas as mesmas informações que antes costumavam chegar aos destinatários pela soleira da porta de entrada em milhões de endereços no País.

"O sistema está rodando bem", resume o engenheiro eletrônico Joaquim Kavakama, CEO da CIP, empresa fundada pelos maiores bancos do País para atuar na compensação de títulos privados. "Não registramos nenhum tipo de problema operacional".

As regras de segurança do DDA obedecem ao mesmo sistema de certificação e criptografia da TED (Transferência Eletrônica Disponível), que nunca foi burlado por fraudadores. Para tomar parte na câmara de compensações eletrônicas, cada banco tem de fazer depósitos em dinheiro todos os dias úteis, pela manhã, com provisão aproximada para os saques calculados para o resto do dia. Nenhum deles, assim, pode operar a descoberto, o que garante a capacidade monetária do sistema. Sem sair do lugar, o dinheiro navega virtualmente entre as pontas de creditado e credor e muda saldos em contas correntes.

Apesar da velocidade de adesões por cadastramento ser considerada alta, falta muito para se preencher no campo eletrônico o universo de 2 bilhões de boletos bancários de papel que foram movimentados pelos brasileiros no ano passado, em transações que somaram R$ 5 trilhões – pouco mais de duas vezes o valor do Produto Interno Bruto. Informações sobre o modo de funcionamento do sistema, suas regras e características são a melhor ferramenta para se avaliar a conveniência de entrar ou não nessa nova onda. Qualquer que seja a decisão, ela veio para ficar e não tem data para parar de crescer.

Fonte: O Estado de São Paulo