sexta-feira, abril 10, 2020
Home > Notícias do Sindicato > CUT e centrais sindicais preparam a 6ª Marcha da Classe Trabalhadora

CUT e centrais sindicais preparam a 6ª Marcha da Classe Trabalhadora

No próximo dia 11 de novembro, a Esplanada dos Ministérios assistirá à 6ª Marcha da Classe Trabalhadora. Este ano, as principais pautas são a redução da jornada de trabalho, de 44 para 40 horas semanais, sem redução de salários, e o aumento do valor das horas extras.

De acordo com a CUT Nacional, que está organizando a Marcha, são esperadas este ano cerca de 40 mil pessoas. Como ocorre em todos os anos, os participantes da marcha se reunirão às 9h no estacionamento do estádio Mané Garrincha e descerão até o Congresso Nacional.

"A marcha é um instrumento muito importante de pressão. É o momento dos trabalhadores mostrarem sua força e exigirem providências dos parlamentares para aprovação de projeto de nosso interesse", disse Rodrigo Britto, presidente do Sindicato dos Bancários de Brasília.

A redução da jornada de trabalho promoverá uma melhora substancial da qualidade de vida dos trabalhadores, e também criará mais postos de trabalho. Segundo estudos do Dieese, a redução da jornada tem potencial para a geração de cerca de 2 milhões de novas vagas de emprego, além de promover uma melhora da distribuição de renda.

Fonte: CUT e Seeb Brasília