O Bradesco credita nesta sexta-feita, dia 11, a segunda parcela da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). O banco lucrou R$ 8,012 bilhões em 2009.

Cada funcionário vai receber o teto da regra básica da PLR, de 2,2 salários limitado a R$ 14.696 (descontada a primeira parcela paga em outubro passado, de 54% do salário mais R$ 614 limitado a R$ 4.008).

Além disso, será depositado o valor adicional da PLR de R$ 2.100 (descontados os R$ 1.050 já pagos em outubro) para cada empregado, o que representa o teto da distribuição de 2% do lucro líquido de forma linear entre todos os funcionários.

"Esse pagamento comprova que os trabalhadores acertaram quando fizeram 14 dias de greve nacional no ano passado, lutaram contra a proposta inicial da Fenaban de reduzir a PLR e conquistaram a nova fórmula do adicional que melhora a distribuição dos lucros", destaca o presidente da Contraf-CUT, Carlos Cordeiro.

Fonte: Contraf-CUT