A Contraf-CUT participa na próxima quarta-feira, dia 17, em Brasília, da 85ª reunião da Comissão Consultiva para Assuntos de Segurança Privada (CCASP) do Ministério da Justiça, sob a coordenação do Departamento de Polícia Federal (DPF). Estarão novamente em julgamento centenas de processos movidos contra bancos e empresas de vigilância e transporte de valores, em razão do descumprimento da lei federal nº 7.102/83 e das normas de segurança.

A CCASP é um fórum tripartite, formado por integrantes do governo, empresários e trabalhadores. A Contraf-CUT representa os bancários. Também participa a Confederação Nacional dos Trabalhadores Vigilantes (CNTV).

Primeira reunião de 2010

O encontro de quarta-feira será a primeira reunião da CCASP em 2010. "Esperamos que os bancos e as empresas de vigilância e transporte de valores sejam mais responsáveis, protejam a vida de trabalhadores e clientes, e cumpram a legislação de segurança, evitando nova enxurrada de multas e punições", afirma o secretário de imprensa da Contraf-CUT, Ademir Wiederkehr.

No ano passado, os bancos levaram multas de R$ 15,540 milhões, durante as seis reuniões da CCASP. Entre as principais irregularidades cometidas pelos bancos estiveram o funcionamento das agências com plano de segurança vencido, o número insuficiente de vigilantes, a utilização de bancários para fazer transporte de valores e o alarme inoperante.

O campeão de multas em 2009 foi o Banco do Brasil, com R$ 3,156 milhões. Em segundo lugar apareceu o Santander, com R$ 2,518 milhões, seguido da Caixa Econômica Federal com R$ 2,496 milhões, HSBC com R$ 2,261 milhões, Itaú Unibanco com R$ 2,162 milhões, e Bradesco com R$ 1,369 milhão.

"Essas multas comprovam lamentavelmente que, apesar dos lucros astronômicos que não foram impactados pela crise mundial, os bancos agiram com descaso na proteção à vida dos trabalhadores e clientes, descumprindo as leis de segurança e não priorizando investimentos para eliminar riscos e prevenir assaltos e sequestros", destaca Ademir, que coordena o Coletivo Nacional de Segurança Bancária, Ademir

Reunião do Coletivo Nacional de Segurança Bancária

Para preparar a participação dos bancários, a Contraf-CUT promove nesta terça-feira, dia 16, uma reunião do Coletivo Nacional de Segurança Bancária, formado por representantes das federações de bancários.

O encontro ocorre às 15 horas, na sede da Confederação, que fica nas dependências do Sindicato dos Bancários de Brasília (EQS 314/315 – Bloco A – Asa Sul).

Fonte: Contraf-CUT