Os bancários do Paraná retardaram nesta terça-feira (16) a abertura de agências do Itaú Unibanco em defesa do pagamento da PLR cheia para todos os funcionários do banco. Em Londrina, o protesto atingiu a agência 0109, a maior do Itaú no Norte do Paraná, a Ouro Verde, o Unibanco Centro e Catedral, que só abrirão as portas ao meio-dia.

O presidente do Sindicato dos Bancários de Londrina, Wanderley Crivellari, afirma que a paralisação é uma forma de pressionar o banco a rever o sistema de cálculo da PLR, garantindo que todos os funcionários recebam 2,2 salários, com teto de R$ 14.696,00.

"O banco limitou a PLR cheia a apenas 46% de seu quadro, que são bancários na faixa salarial de até R$ 2.836,00, negando este direito aos demais que têm uma remuneração acima deste patamar", explica.

Para Wanderley, ao mesmo tempo em que o banco promoveu a desvalorização deste segmento, foi provisionado um valor de R$ 225 milhões destinados aos altos executivos e outros R$ 3,4 bilhões para pagar dividendos aos acionistas. "Não aceitamos essa discriminação e defendemos que a PLR cheia seja paga a todos", ressalta.

Vejas as agências paralisadas, segundo levantamento da Fetec/PR:

APUCARANA: paralisação da agência central do Itaú até as 11h

ARAPOTI: Paralisação na agência do Itaú até 11h

CAMPO MOURÃO: Paralisação de 02 agências de Campo Mourão, 01 do Itaú e 01 do Unibanco até 11h

CORNÉLIO PROCOPIO: paralisação das agências do Itaú e Unibanco de Cornélio até as 12h

CURITIBA: Paralisação no Prédio da Marechal Deodoro do CPSA até 9h30

GUARAPUAVA: Paralisação em três agências (2 do Itaú e 1 do Unibanco) até 12h

LONDRINA: Paralisação das 4 agências central do Itaú até as 12h

PARANAVAI: Paralisação de 02 agências (Itaú e Unibanco) até ás 11h

TOLEDO: Paralisação das agências do Itaú e Unibanco do centro e agência Itaú na Sadia até as 11h

UMUARAMA: Paralisação de 4 agências, 3 agências do Itaú (2 de Umuarama e 1 de Assis Chateaubriand) e 1 agência do Unibanco de Umuarama até as 12h

Fonte: Fetec-PR e Seeb Londrina