domingo, dezembro 8, 2019
Home > Bancos > Banco do Brasil > Com 92 mil votantes, eleição na Previ atinge quórum. Votação vai até quinta

Com 92 mil votantes, eleição na Previ atinge quórum. Votação vai até quinta

Mais de 92 mil associados já votaram na eleição que renovará parte da direção eleita da Previ, o fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil. O quórum mínimo de 50% mais um exigido pelo regimento da Previ (89.175 votantes) foi alcançado na manhã desta terça-feira 25. Ao final da tarde, haviam votado 70.367 associados da ativa (82,89%) e 21.753 aposentados (23,28%). A votação termina na quinta-feira 27.

A Contraf-CUT faz um apelo a todos os participantes da Previ que ainda não votaram que exerçam essa prerrogativa. "O direito de eleger a metade da direção da Previ e de ter voz ativa na gestão foi uma grande conquista dos associados em muitos anos de luta. Por isso é muito importante que os funcionários, da ativa e aposentados, votem na eleição, como forma de fortalecer a participação dos associados na gestão do nosso fundo de pensão", pede Marcel Barros, secretário-geral da Contraf-CUT.

Contraf-CUT apoia a Chapa 3

Maior fundo de pensão da América Latina, com patrimônio de R$ 142 bilhões, a Previ está renovando as diretorias de Planejamento e de Administração e parte dos conselhos Deliberativo e Fiscal e dos conselhos consultivos dos dois planos de benefícios dos bancários do BB (Plano 1 e Previ Futuro).

A Contraf-CUT apoia a Chapa 3 Unidade da Previ, formada por uma ampla aliança das principais entidades do funcionalismo do BB, entre elas quase todos os sindicatos de bancários, a grande maioria das federações, as maiores associações de aposentados (entre elas AAFBB e AFABBs) e a Anabb. Integram a chapa cinco dirigentes de sindicatos filiados à Contraf-CUT: Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Pernambuco e Porto Alegre.

Para o presidente Carlos Cordeiro, a Contraf-CUT apoia a Chapa 3 por inúmeras razões. "Em primeiro lugar, por causa dessa grande representatividade, resultado de um esforço de construção de uma chapa de unidade nacional, que sempre foi um princípio que norteou a luta da categoria bancária", afirma Carlos Cordeiro. "Além disso, a Chapa 3 tem os companheiros mais preparados para administrar a Previ e dar continuidade a esse modelo de gestão que é um exemplo para os fundos de pensão de todos os trabalhadores brasileiros."

Unidade, representatividade e pluralidade

O secretário-geral da Contraf-CUT, Marcel Barros, destaca ainda que, além da unificação das entidades representativas, a Chapa 3 une todos os segmentos do funcionalismo. "Ao contrário da chapa concorrente, formada por setores que sempre apostaram no isolamento e apresentam propostas que buscam dividir o funcionalismo, a Chapa 3 Unidade na Previ é composta por colegas da ativa e aposentados, do Plano 1 e do Previ Futuro, homens e mulheres, e de todas as regiões do país", diz Marcel.

"A Chapa 3 também junta colegas mais jovens com pessoas bastante experientes, que já demonstraram competência na direção de entidades importantes, inclusive na Previ. Tenho certeza que essa é a única chapa com capacidade para continuar a atual gestão séria e competente", acrescenta Marcel.

Como votar

Funcionários em atividade no Banco do Brasil, na Previ, Cassi e Fundação Banco do Brasil, em afastamentos regulamentares ou em quadro suplementar, votam pelo Sisbb.

Assistidos e demais participantes votam pelo telefone 0800-729-0808. Para votar pelo 0800 é necessário utilizar a senha cadastrada na PREVI, a mesma senha de seis dígitos utilizada para acessar o Autoatendimento do site.

Veja a composição da Chapa 3 – Unidade na Previ:

Diretoria Executiva

Diretor de Administração: Paulo Assunção, ex-diretor do Sindicato de São Paulo, ex-coordenador da Comissão de Empresa, ex-representante do funcionalismo do Conselho de Administração do BB e ex-conselheiro deliberativo eleito da Previ.

Diretor de Planejamento: Vitor Paulo Gonçalves, ex-diretor de Participações eleito e ex-conselheiro deliberativo eleito da Previ.

Conselho Deliberativo

Celia Larichia (titular), vice-presidente de Administração da AAFBB.

Luiz Carlos Teixeira (suplente), conselheiro deliberativo eleito da Previ e diretor do Sindicato de Ribeirão Preto, da Federação dos Bancários de SP/MS e da UGT.

Conselho Fiscal

Fabiano Félix (titular), secretário-geral do Sindicato dos Bancários de Pernambuco

Aldo Alfano (suplente), vice-presidente de Comunicação e Marketing da AAFBB.

Conselho Consultivo do Plano 1

Odali Dias Cardoso (titular), presidente da AABB Rio de Janeiro e conselheiro deliberativo eleito da Previ.

José Branisso (titular), conselheiro deliberativo da Anabb.

Flávio Pastoriz (suplente), diretor de Comunicação do Sindicato dos Bancários de Porto Alegre.

Mércia Pimentel (suplente), conselheira consultiva eleita do Plano 1 da Previ e conselheira deliberativa da Anabb.

Conselho Consultivo do Previ Futuro

Wagner Nascimento (titular), diretor do Sindicato dos Bancários de Belo Horizonte, membro da Comissão de Empresa dos Funcionários do BB e conselheiro consultivo do Previ Futuro.

Ítalo Lazzarotto (titular), secretário do grupo temático de Previdência e Aposentadoria da Anabb.

Rafael Zanon (suplente), diretor do Sindicato de Brasília e ex-secretário de Formação da Federação dos Bancários do Centro-Norte.

Luciana Vieira (suplente), diretora do Sindicato dos Bancários do Rio de Janeiro.

Fonte: Contraf-CUT