terça-feira, outubro 23, 2018
Home > Campanha Nacional > Campanha Nacional 2010 > Contraf-CUT assina acordo coletivo com o BNDES pela primeira vez

Contraf-CUT assina acordo coletivo com o BNDES pela primeira vez

act_bndes.jpg
Crédito: Nando Neves/Seeb Rio
act_bndes.jpg
A Contraf-CUT assinou pela primeira vez o acordo coletivo dos trabalhadores do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Assinado por Marcel Barros, secretário-geral da Confederação, nesta sexta-feira, 29, no Rio de Janeiro, o instrumento fortalece a unidade da categoria.

O presidente do Sindicato dos Bancários do Rio de Janeiro, Almir Aguiar, também assinou o acordo. No mesmo dia, foram também assinados os acordos específicos de Banco do Brasil e Caixa.

"Estamos aproximando esse importante segmento do setor financeiro da estratégia geral dos bancários, de fortalecer a unidade nacional, o que tem trazido muitos ganhos para a categoria", afirma Marcel Barros.

"O BNDES tem um perfil específico, mas é mais um banco público de grande importância para o país. Essa aproximação só vai fortalecer a luta de todos", concorda Miguel Pereira, secretário de Organização do Ramo Financeiro da Confederação.

Além dos 7,5% de reajuste (3,5% de aumento real), os funcionários do BNDES asseguraram um abono de 1,5 salário, a conquista da cesta-alimentação (R$ 311,08) e o aumento do adicional noturno de 20% para 35%.

O acordo estabeleceu, ainda, a abertura de um processo de negociação permanente a respeito de itens importantes como questões relacionadas aos anistiados, demitidos pelo governo Collor e reintegrados ao BNDES, mudanças no plano de cargos e salários e implantação de um plano de carreira.

Os sindicatos de São Paulo, Brasília e Pernambuco, bases onde também há trabalhadores do BNDES, realizarão assembleias até a próxima quarta-feira, 3 de novembro, para deliberação sobre a proposta.

Fonte: Contraf-CUT, com Seeb Rio