Após uma breve trégua, as explosões em caixas eletrônicos dentro de agências bancárias voltaram a acontecer na Paraíba. O alvo, na madrugada desta quinta-feira (7), foi o Banco do Brasil da cidade de São Mamede, no Sertão paraibano. Na fuga, a quadrilha chegou a metralhar o destacamento da Polícia Militar para evitar uma perseguição.

Moradores informaram à polícia que viram oito homens chegando à agência numa caminhonete modelo S10, de cor prata, por volta das 2h30. Eles instalaram e detonaram os explosivos nos caixas eletrônicos para ter acesso ao compartimento onde ficam as cédulas de dinheiro.

Antes de fugir, eles foram ousados e  dispararam tiros de metralhadores contra a sede do destacamento da PM. O carro seguiu em direção à BR-230, por onde o grupo poderia ter tomado dois destinos: Campina Grande ou Patos.

Policiais de Patos, São Mamede e Santa Luzia se mobilizaram nas buscas, especialmente nas vias rurais pelo Sertão. Alguns rastros do veículo foram encontrados em pistas com sentido para Pernambuco.

A Polícia Militar do Rio Grande do Norte também foi comunicada sobre a ocorrência para ajudar na procura. Até o momento, nenhum suspeito foi preso.

A quantia roubada dos terminais de autoatendimento ainda não foi contabilizada. A Polícia Civil convocou peritos do Instituto de Polícia Científica (IPC) e funcionários do banco que possam colaborar com as investigações.

Casos recentes

Na semana passada, a operação TNT, da Polícia Civil, cumpriu mandados de prisão contra um dos acusados de chefiar quadrilhas especializadas em assaltos a bancos com o uso de explosivos. Gilson Marques Madureira, de 32 anos, conhecido como ‘Gilson Beira-Mar’, está preso em Campina Grande, onde presta depoimentos.

Os casos mais recentes de violações em caixas eletrônicos foram registrados em João Pessoa. Em março e no começo do mês de abril foram arrombados terminais na Casa da Cidadania, num mercadinho e em agências do Banco do Brasil e do Santander. No fim de março, uma agência do BB em Taperoá foi invadida à tarde por assaltantes.

Essa foi a terceira investida criminosa contra bancos no Estado este mês, sendo dois arrombamentos e uma explosão. No ano, já são 27 ocorrências na Paraíba: 15 explosões (10 no Bradesco, 4 no Banco do Brasil e uma no Banco 24 Horas);  dois assaltos a agências do Banco do Brasil; duas tentativas de arrombamento às agências do Bradesco e uma ao Banco 24 Horas; e 7 arrombamentos (3 no Banco do Brasil e 4 no  Santander). Veja quadro:

ATAQUES A BANCOS NO ESTADO DA PARAÍBA

2011

Local

Banco

Tipo

Dia/Mês

01

Riachão do Poço

Bradesco

Explosão

04/01

02

Mulungu

Bradesco

Explosão

05/01

03

Capim de Mamanguape

Bradesco

Explosão

08/01

04

Gado Bravo

Bradesco

Explosão

10/01

05

Cacimbas

Bradesco

Explosão

12/01

06

Juripiranga

Banco do Brasil

Explosão

14/01

07

Casserengue

Bradesco

Explosão

17/01

08

Remígio

Banco do Brasil

Assalto

24/01

09

Bessa Shopping – João Pessoa

Banco do Brasil

Explosão

28/01

10

Cabedelo

Bradesco

Tentativa

31/01

11

Campina Grande

Bradesco

Tentativa

31/01

12

São Sebastião de Lagoa de Roça

Bradesco

Explosão

03/02

13

Cubati

Bradesco

Explosão

04/02

14

Alto do Mateus – João Pessoa

Banco 24 Horas

Explosão

07/02

15

Juarez Távora

Bradesco

Explosão

08/02

16

Cabaceiras

Banco do Brasil

Explosão

15/02

17

Bananeiras

Banco do Brasil

Arrombamento

20/02

18

Olivedos

Bradesco

Explosão

26/02

19

Bessa – João Pessoa

Banco do Brasil

Arrombamento

08/03

20

Bairro dos Estados – João Pessoa

Santander

Arrombamento

14/03

21

Varadouro – João Pessoa

Santander

Arrombamento

20/03

22

Alto do Mateus – João Pessoa

Banco 24 Horas

Tentativa

22/03

23

Taperoá

Banco do Brasil

Assalto

29/03

24

Casa da Cidadania – João Pessoa

Santander

Arrombamento

31/03

25

Cruz das Armas – João Pessoa

Santander

Arrombamento

02/04

26

Cruz das Armas – João Pessoa

Banco do Brasil

Arrombamento

04/04

27

São Mamede

Banco do Brasil

Explosão

07/04

     OBS: Quadro elaborado com informações da mídia paraibana.

Fonte: SEEB-PB com Portal Paraíba 1 / Karoline Zilah