Crédito: Jailton Garcia
Jailton Garcia
O grupo que discutiu Previ (Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil), durante o 22º Congresso Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil, na tarde deste sábado (9), aprovou 22 propostas referentes à previdência dos trabalhadores do banco. Dois dos principais consensos entre os bancários são o fim do voto de minerva na Previ, atualmente concedido ao banco, e a necessidade do retorno da obrigatoriedade da consulta ao corpo social. Todas as propostas passarão ainda por votação em plenário na manhã do domingo (10).

"Foi um debate rico, com ampla participação dos trabalhadores do Previ Futuro e dos bancos que foram incorporados ao BB, o que trouxe e rendeu novos debates para o grupo de trabalho da Previdência", avalia Miriam Fochi, diretora da Secretaria de Assuntos Jurídicos da Contraf-CUT e conselheira deliberativa eleita da Previ.

A diretora da Contraf-CUT destacou, entre os pontos de debate, o avanço no que diz respeito a propostas para a melhoria da governança da Previ. "Queremos o retorno da Diretoria de Participações aos eleitos. Esta pasta é estratégica e na reformulação do estatuto a escolha democrática da diretoria foi suprimida", afirma Miriam.

Outra questão apontada pela dirigente é a necessidade de que os funcionários dos bancos incorporados pelo BB tenham direito de acesso à Previ, a exemplo dos concursados do banco.

Confira a relação das 22 propostas aprovadas pelo grupo:

– Direito de acesso à Previ a exemplo dos concursados BB, para funcionários incorporados;
– Teto do NRF especial para benefícios;
– Defesa da Previdência Oficial Pública;
– Fim do fator previdenciário;
– Contra a CGPC 26;
– Fim do voto de minerva;
– Que a Previ reforce junto às empresas participadas ações de Responsabilidade Social, Ambiental e empresarial e de combate as práticas antissindicais;
– Volta da consulta ao corpo social;
– Lutar pelo resgate da contribuição patronal do Previ Futuro;
– Aumento do teto de benefícios para 100% da remuneração da ativa;
– Aumento do valor do benefício mínimo;
– Aposentadoria antecipada para mulheres aos 45 anos;
– Pagamento de 360/360 de complementação de aposentadoria para todos;
– Implantação da contribuição sobre PLR;
– Discutir a mudança na tabela de tributação dos planos de previdência;
– Reduzir a participação na renda variável no Plano 1;
– Retorno da Diretoria de Participações aos eleitos;
– Abono para aposentados;
– Que a Previ faça estudo sobre a viabilidade da concessão do auxílio cesta alimentação para os aposentados
– Antecipação do reajuste para janeiro, mês de reajuste do salário mínimo;
– Redução da Parcela Previ do Plano 1;
– Redução da Parcela Previ, no benefício de risco, do Plano Previ Futuro.

Renata Bessi
Rede de Comunicação dos Bancários