Os bancários do Estado de Mato Grosso do Sul estão na expectativa do 1º Encontro Estadual dos Bancários (Eban-MS), que acontece neste sábado, dia 23, em Dourados. Os trabalhadores discutirão as estratégias e definirão as principais reivindicações da categoria no Estado. A Contraf-CUT participará do encontro, representada pelo secretário de Organização do Ramo Financeiro, Miguel Pereira.

O objetivo do Eban é unificar a pauta que será defendida na 13ª Conferência Nacional dos Bancários, entre os dias 29 e 31 de julho, em São Paulo. Uma das pautas em discussão é o reajuste salarial a ser reivindicado.

De acordo com o Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos), a inflação entre 1º de setembro de 2010 e 1º de setembro de 2011, data-base dos bancários, deve girar em torno de 7,5%. Além de aumento real, a categoria vai exigir a valorização do piso, o fim das metas e do assédio moral, garantia de emprego e o combate à terceirização, dentre outros itens.

O presidente do Sindicato dos Bancários de Dourados e Região, Raul Verão, ressalta a importância dos debates e participação da categoria na construção de uma pauta de reivindicações que garanta melhorias para o conjunto da sociedade. "Esta é a hora dos bancários no Estado ampliarem a mobilização em busca de avanços nas negociações".

O encontro está sendo organizado pelos Sindicatos dos Bancários de Campo Grande e Dourados, com apoio da Contraf-CUT. Os Sindicatos de Ponta Porã, Corumbá, Naviraí e Três Lagoas também foram convidados. A expectativa é grande pela participação das delegações dos bancários de todas as regiões do Estado.

Fonte: Contraf-CUT, com Joacir Rodrigues – Seeb Dourados