O Comando Nacional dos Bancários, coordenado pela Contraf-CUT, entregará as pautas de reivindicações específicas dos trabalhadores do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal para as direções dos dois bancos públicos na próxima quarta-feira, dia 17, em Brasília.

A atividade ocorrerá um dia após a audiência pública na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados sobre o Projeto de Decreto Legislativo (PDC) nº 214/2011, do deputado federal Ricardo Berzoini (PT-SP), que susta as recentes resoluções do Banco Central que ampliaram as funções dos correspondentes bancários.

Banco do Brasil

Entre as prioridades, aprovadas durante o 22º Congresso Nacional dos Funcionários do BB, estão itens como inclusão de melhorias no Plano de Cargos Comissionados e no Plano de Cargos e Remuneração, jornada de 6 horas para todos, mais contratações, fim do voto de minerva na Previ, combate ao assédio moral, fim das metas abusivas e dos descomissionamentos, reversão das terceirizações, Cassi e a Previ para todos os trabalhadores dos bancos incorporados, e reforço do caráter público do BB.

Caixa

Dentre as reivindicações deliberadas no 27º Congresso Nacional dos Empregados da Caixa (Conecef), destacam-se: recomposição do poder de compra dos salários, mais contratações, melhorias no Saúde Caixa, fim do voto de minerva na Funcef, pagamento do tíquete e cesta-alimentação aos aposentados e pensionistas, isonomia para todos os empregados, e fim da discriminação aos empregados do REG/Replan não saldado.

Fenaban

Já a minuta de reivindicações da categoria será entregue nesta sexta-feira, dia 12, às 15h, para a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), em São Paulo.

Os bancários querem emprego decente com reajuste salarial de 12,8% (aumento real de 5% mais reposição da inflação projetada em 7,5%), PLR de três salários mais R$ 4.500, piso do Dieese (R$ 2.297,51 em junho), aumentos nos vales refeição e alimentação e auxílio creche/babá para R$ 545 cada, mais contratações, combate ao assédio moral, fim das metas abusivas, segurança contra assaltos, e inclusão bancária sem precarização, dentre outros pontos.

Comando Nacional entrega pauta específica ao Banco do Nordeste no dia 17

 
O Comando Nacional dos Bancários, coordenado pela Contraf-CUT, se reunirá com o presidente do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), Jurandir Santiago, na próxima quarta-feira, 17 de agosto, em Fortaleza, para entregar a pauta de reivindicações específicas dos funcionários. A minuta foi aprovada durante o XVII Congresso Nacional, realizado nos dias 9 e 10 de julho. O encontro terá início às 11h e marcará também a retomada do processo de negociação, suspenso há quase cinco meses.

Segundo a Comissão Nacional dos Funcionários do BNB (CNFBNB), que assessora a Contraf-CUT nas negociações com o banco, a pauta contém 76 cláusulas, divididas em temas como previdência, saúde e questões funcionais, sociais e sindicais.

Além disso, a minuta contempla sete recomendações de caráter institucional, visando o fortalecimento do banco, o fim da terceirização e a luta pela aprovação do projeto de lei que trata da isonomia entre os trabalhadores dos bancos federais (BB, Caixa, BNB e Banco da Amazônia).

A divulgação na íntegra da pauta será feita mediante a distribuição de cartilha através dos sindicatos que manifestarem interesse. O Sindicato dos Bancários do Ceará já aprovou a entrega da cartilha aos funcionários ativos e aos aposentados do BNB, bem como disponibilizará o material no site da entidade.

Confira as principais reivindicações dos funcionários do BNB:

Conquistas
– Licença-prêmio
– Isonomia de tratamento
– Financiamento habitacional
– Licença-paternidade
– PLR linear

Previdência
– Revisão do Plano BD
– Democratização da Capef
– Aporte de recursos para a Capef

Saúde
– Plano de custeio da Camed
– Programa de Assistência Social
– Fundo Especial de Custeio à Saúde

Funcionais
– Isonomia entre funções
– Concorrência e transferência
– Incorporação de função
– Transporte de numerário
– Plano de Funções
– Revisão do PCR

Sociais
– Adicional de insalubridade
– Ausências legais
– Complementação Auxílio-doença
– Operacionalização do Credi e Agroamigo

Sindicais
– Ausências no período decorrente da greve
– Valorização do dirigente sindical
– Passivos trabalhistas

Fonte: Contraf-CUT com Seeb Ceará