Crédito: Sintraf JF
Sintraf JF Os bancários lançaram oficialmente nesta quarta-feira (31) a Campanha Nacional 2011 na região da Zona da Mata e Sul de Minas. Percorrendo as principais ruas do centro de Juiz de Fora, os trabalhadores apresentaram para a população o tema da campanha, que neste ano reivindica o emprego decente, além de distribuírem panfletos e cartilhas educativas sobre o assédio moral.

O presidente do Sintraf JF, Robson Marques, lembrou a importância das negociações e das reivindicações apresentadas à Fenaban, elaboradas com a perspectiva de garantir não só boas condições de trabalho aos funcionários e o fim do assédio, mas um atendimento de qualidade aos clientes e o acesso de toda a população aos serviços bancários.

"Não estamos pedindo nada de mais, já que os bancos obtiveram lucros astronômicos nos últimos períodos, graças ao esforço dos seus funcionários", ressaltou.

Marques também chamou a atenção da população sobre a questão da segurança dentro das agências e da necessidade de transformar os correspondentes bancários em pequenas agências e postos de atendimento para garantir qualidade, segurança e proteção ao sigilo das informações dos clientes.

As negociações entre o Comando Nacional, coordenado pela Contraf-CUT, e Fenaban já iniciaram. No primeiro encontro, onde foram abordados pontos relacionados a emprego e questões sociais, os banqueiros se recusaram a atender as propostas da categoria.

Mais uma vez, a mobilização vai fazer a diferença para quebrar o descaso dos bancos com as reivindicações da categoria.

Fonte: Contraf-CUT com Sintraf JF