Crédito: Seeb Porto Alegre
Seeb Porto Alegre
Nova rodada ocorre na próxima terça-feira, dia 13, em Porto Alegre

Na abertura das negociações específicas entre a Contraf-CUT, Fetrafi-RS e sindicatos com a direção do Banrisul, nesta sexta-feira, dia 9, os banrisulenses cobraram o fim das metas abusivas e pautaram o tema e a remuneração variável para discussão na próxima rodada, a ser realizada na terça-feira, dia 13, às 15h, no prédio da Direção Geral, em Porto Alegre. Também será definido um calendário de negociações, com o objetivo de debater todos os pontos da pauta de reivindicações.

Os dirigentes sindicais apontaram a necessidade de resolver antigos problemas, visando a melhoria das condições de trabalho e saúde; a valorização das funções (caixa, plataformistas, operadores e gerente de negócios); o fim das metas abusivas; a implantação do piso do Dieese; o novo Plano de Carreira e soluções para a Fundação Banrisul e a Cabergs.

Os banrisulenses apontam que o corte de despesas chegou a uma situação insustentável e precisa ser revisto pela atual gestão. A GMD (Gestão de Metas e Despesas) tem desagradado ao funcionalismo, pois a política adotada reduz as horas extras, corta o fornecimento de material de expediente, obriga o desligamento de equipamentos importantes para o bem estar dos trabalhadores e clientes como condicionadores de ar.

Já os diretores do banco não se posicionaram sobre os itens da pauta específica, limitando-se a destacar a necessidade de discutir os problemas da Fundação Banrisul.

"Começamos a negociação específica, mas de olho no calendário da Campanha Nacional, buscando potencializar a luta unificada dos bancários, a fim de conquistarmos avanços tanto na mesa da Fenaban como na do Banrisul", afirma o funcionário do banco e diretor da Fetrafi-RS, Carlos Augusto Rocha.

Os bancários foram representados pelo secretário de imprensa da Contraf-CUT, Ademir Wiederkehr, os diretores da Fetrafi-RS, Denise Corrêa e Carlos Augusto Rocha, o presidente do Sindicato dos Bancários de Porto Alegre, Mauro Salles, e dirigentes e delegados sindicais que integram o Comando dos Banrisulenses.

Pelo Banrisul, compareceram o presidente Tulio Zamin, o vice Flavio Luiz Lammel, o diretor de crédito, Guilherme Cassel, o diretor operacional e de atendimento, Ivandre de Jesus Medeiros, o diretor de controle e risco, Luiz Carlos Morlin, o diretor de Tecnologia da Informação, Joel Raymundo, o superintendente da Unidade de Gestão de Pessoas, Gaspar Saikoski e o gerente executivo da gerência de Administração de Pessoal, Luiz Fernando Spader.

Fonte: Contraf-CUT com Seeb Porto Alegre e Fetrafi-RS