A greve nacional dos bancários, a maior realizada pela categoria nos últimos 20 anos no Brasil, continua sendo notícia em diversas mídias por todo o mundo. Agora foi a vez da UNI Finanças, braço da UNI Sindicato Global, a qual a Contraf-CUT é filiada.

A entidade divulgou a força do movimento na última sexta-feira, dia 7, que virou notícia principal no site. Naquele dia, os bancários que atuam nos callcenters do Itaú e Santander cruzaram os braços, pressionando a Fenaban pela quebra do silêncio e a apresentação de uma proposta decente aos trabalhadores.

 

Clique aqui para acessar a notícia em inglês

"A luta continua forte em todos os 26 estados e no Distrito Federal. Os trabalhadores estão indignados com o silêncio e a hipocrisia dos banqueiros. Por um lado, eles não respondem nossas cobranças pelas negociações. Por outro, eles mentem para a sociedade dizendo que estão engajados nas negociações e que estão abertos ao diálogo", afirma Carlos Cordeiro, presidente da Contraf-CUT e da UNI Américas Finanças.

A UNI possui 900 sindicatos filiados que representam 20 milhões de trabalhadores da área de serviços em todo mundo.

Fonte: Contraf-CUT com UNI Finanças