negociacao_13102011.jpg
negociacao_13102011.jpg
Nesta quinta-feira (13), décimo sétimo dia de greve, o Comando Nacional dos Bancários rejeitou a proposta da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) de reajuste salarial de 8,4%. Para a representação dos bancários, o índice proposto representa apenas 0,93% de ganho real, quando a categoria reivindica, dentre outros pontos da pauta reajuste salairla de 12,8% (reposição da inflação + 5% de ganho real). Essa proposta não deve nem ser levada à apreciação dos bancários em greve.

Para Marcos Henriques, presidente do Sindicato dos Bancários da Paraíba e membro do Comando Nacional, os banqueiros ainda não têm agido com seriedade, ao apresentarem uma proposta tão absurda. "Além de o reajuste proposto representar menos de 1% de ganho real, quando pedimos 5% acima da inflação, a proposta também não contempla aumento no piso salarial da categoria, que atualmente é muito baixo. Portanto, como a greve está muito forte, com adesão crescente a cada dia em todo o país, os bancos vão ter de melhorar muito essa proposta para que os bancários retornem às suas atividades", concluiu.

As negociações entre o Comando Nacional dos Bancários e a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) serão retomadas nesta sexta-feira, 14., as 10h, em São Paulo – SP..

Fonte: SEEB-PB, com Sindicato dos Bancários de São Paulo